Day 8: battling

by Cláudio Vilarinho

© Mansilla y Tuñon - Centro Internacional de Convenciones de la Ciudad de Madrid

 

Pela manhã, no pavilhão industrial, dá-se início à primeira reunião de assistência técnica à obra. Na mesma, constata-se a execução de toda a nova estrutura do pavilhão (metálica neste caso ao invés da estrutura existente a restaurar em betão), bem como o início da colocação das lajes colaborantes. A registar a rapidez da execução dos trabalhos.

Finda a reunião, ao longo do dia existiu uma batalha intensa na procura da ideia para o stand da Tektónica, por vezes os projetos mais simples são aqueles que nos dão mais luta do ponto de vista concetual. Para este projeto de 36m², o promotor pretende que o mesmo transporte e transmita uma linguagem de arquitetura forte. O objetivo do stand e do promotor na feira é o da promoção da arquitetura.

Ao início da noite no Salão Nobre da Câmara de Matosinhos, no âmbito da atribuição da 6ª edição do Prémio Fernando Távora, foi proferida uma conferência pelo arquiteto Luis Moreno Mansilla (Mansilla y Tuñon arquitetos – Madrid, Espanha). A apresentação teve como título Un paseo por la mirada e falou-nos de viagens.

Segundo critérios pessoais, a estes arquitetos deve-se a resposta mais tremenda a um concurso de arquitetura. Os mesmos, foram capazes de ser mais terroristas que o próprio Bin Laden. Ao invés de (apenas) duas, conseguiram demolir 4 torres. É pena que a esta obra do Centro Internacional de Convenciones de la Ciudad de Madrid esteja suspensa devido à falta de verbas, pois, se assim não fosse, poderia ser que já no próximo ano, os sucessores do Arq. Eduardo Souto de Moura, fossem os nuestros hermanos. É seguramente uma questão de (pouco) tempo…

Parabéns à arquiteta Marta Pedro pelo Prémio Fernando Távora. Boa viagem… de regresso.

During the morning, in the industrial building currently under construction, the first meeting of technical assistance begins. The new metallic structure of the pavilion (instead of the existing concrete structure that is yet to be restored) starts to appear, and the first profiled slabs are placed. It is noteworthy how quickly the work is being executed.

After the meeting, throughout the day, there was an intense battle to find the idea for the Tektónica stand. Sometimes the simplest projects are the ones that bring up the biggest fight from the conceptual point of view. For this 36 sqm project, the client wants us to transmit a strong architectural language. The aim for the stand at the fair is to highlight architecture.

In the early evening, at the Salão Nobre da Câmara de Matosinhos,  the 6th edition of the Fernando Távora Award, there was a lecture by the known architect Luis Moreno Mansilla (Mansilla y Tuñón architects – Madrid, Spain). The presentation was called Un paseo por la mirada and was about travelling.

Following a personal criteria, the most tremendous response to an architectural competition should be assigned to these architects (Mansilla y Tuñón). They were able to be more terrorists than Bin Laden himself. Rather than bring down (only) two towers, they demolished four. It is unfortunate that this project of the Centro Internacional de Convenciones de la Ciudad de Madrid is suspended due to lack of funds, because maybe if it wasn’t, already next year, the successors of the architect Eduardo Souto de Moura, could be nuestros hermanos. It is surely a matter of (little) time …

Congratulations to the Fernando Távora Prize winner, architect Marta Pedro. Have a nice trip… back.